Entram em vigor as novas regras do Minha Casa, Minha Vida

Compartilhe!

Curtir
Entraram em vigor nesta sexta-feira, 7 de julho, as novas regras para o financiamento do Minha Casa, Minha Vida, com aumento dos limites de valores dos imóveis que podem ser financiados pelo Programa e menores taxas de juros em todas as regiões do país.

Para as famílias da faixa 1, com renda de até dois salários mínimos (R$ 2.640), e da faixa 2, com renda até R$ 4.400, podem ser financiados imóveis de até R$ 264 mil, de acordo com a localização. O teto anterior era R$ 190 mil.

Já o teto do financiamento da faixa 3, que abrange famílias com renda entre R$ 4.400 e R$ 8 mil, subiu de R$ 264 mil para R$ 350 mil.

As taxas de juros caíram: de 4,25% para 4% ao ano nas regiões Norte e Nordeste, e de 4,5% para 4,25% ao ano nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A redução vale para a faixa 1.

O FGTS financia parte do Minha Casa, Minha Vida juntamente com o orçamento da União. O subsídio, que é a parte que o governo paga, pode reduzir ou zerar o valor que a pessoa precisa pagar para participar do programa. Para famílias nas faixas 1 e 2, o subsídio passou de até R$ 47,5 mil para até R$ 55 mil.

Segundo a Caixa, tanto o site do Programa como o aplicativo para celulares já foram atualizados de acordo com as novas regras. Os interessados em entrar para o Minha Casa, Minha Vida podem fazer simulações para avaliar se estão aptos a participar.

Álbum de Fotos