Presidente Francisco Correia de Almeida Moraes 1902 a 1907

Compartilhe!

Curtir
Francisco Correia de Almeida Moraes

Natural de Tietê, o coronel Almeida de Moraes nasceu em 1837 e mudou-se para Santos em 1887, onde se estabeleceu com a firma comissária de café Almeida, Melo & Cia. Ingressando na política, foi nomeado para o Conselho de Intendência em 14 de fevereiro de 1891, retornando ao cargo no período de 7 de janeiro de 1902 a 7 de janeiro 1908, tendo ocupado sua presidência em 1898 e 1899 e de 1902 a 1907. Como presidente do Legislativo, contratou a execução do monumento a Brás Cubas, em 10 de março de 1906.

Durante a epidemia de febre amarela, Almeida de Moraes prestou vários serviços à Cidade, improvisando hospitais e instalando enfermarias, uma das quais batizada com o seu nome. Fundou a Academia de Comércio de Santos, que deu origem à Associação Instrutiva José Bonifácio, e foi o criador do Corpo Municipal de Bombeiros.

Criterioso pesquisador de fatos históricos, escreveu trabalhos de repercussão, como Brás Cubas – Subsídios para a Biografia do Fundador e Povoador de Santos.

Pai de 15 filhos, fruto do casamento com uma prima, Leopoldina Augusta, Almeida de Moraes faleceu em Santos a 13 de dezembro de 1913. Seu nome batiza a rua que vai da Avenida Conselheiro Nébias até a Rua Paraná, na Vila Mathias.