Resposta da CET revolta moradores do bairro do Jabaquara

Companhia só vai fazer melhorias no local se houver "número de vítimas fatais"

Compartilhe!

1 curtiu


"Como pode uma resposta oficial vir com uma justificativa dessas". Esse é o sentimento de surpresa que o vereador Arlindo Barros (PSDB) teve ao ler a justificativa da CET em relação ao requerimento apresentado que solicitava, por parte da empresa, estudos para construção de uma praça no Largo Washington Di Giovani no bairro do Jabaquara, devido a confusão que há no trânsito do local. A resposta encaminhada informava que para ser feito o estudo, deveria haver um número alto de acidentes com vítimas fatais no local.

Barros usou o plenário para criticar o modo como a CET lidou com a situação "Como podem pensar em números numa situação como essa. Tem que morrer alguém para poder resolver a questão? Nesse caso a prevenção não existe?". O parlamentar apresentou outro requerimento exigindo uma resposta técnica para a solicitação.

Os moradores do bairro do Marapé ficaram chocados com a resposta dada pela CET. A moradora Samara Leutes desabafou "É por isso que a empresa está com problema e denúncias. Olha só o modo como tratam os motoristas que vão pelo Jabaquara". Já para o radialista Osman Andrade, essa resposta mostra a falta de respeito da CET com a população "Isso é uma vergonha sem tamanho, quer dizer que a população e as possíveis vítimas são tratadas como número estatísticos".

Barros se reuniu com o presidente da CET Rogério Crantschaninov, pedindo explicações sobre a resposta. Segundo Crantschaninov, a justificativa é baseada no número de boletim de ocorrências que há no local do acidente "Mesmo que tenha 50 acidentes na rua, mas somente três são registrados pelo B.O, nós seguimos a estatística das ocorrência cadastradas". No final, Rogério disse que vai refazer um novo levantamento para evitar menos acidentes no local "Acredito que agora o número de acidentes vá diminuir", animou-se o vereador.
 
Wilson Soares - Assessor de imprensa
MTB. 43.216 // (13) 9704-4470
Site: www.arlindobarros.com.br // Twitter: http://twitter.com/arlindobarros_
Facebook: https://www.facebook.com/arlindobarros