Rede Corporativa
, 02 de dezembro de 2020.
20/05/2020
Perfil - Audrey Kleys
Câmara defende que cartão alimentação seja ampliado

Foto: Reprodução

Aprovado em abril pelos vereadores na Câmara Municipal de Santos o Protejo de Lei do Executivo garantiu a concessão de bolsa-alimentação a 11.539 alunos em situação de vulnerabilidade social da rede municipal e das entidades subvencionadas. A medida tem o objetivo de garantir o auxílio para famílias mais vulneráveis no período de suspensão temporária e emergencial das aulas em razão da pandemia.
 
“Infelizmente muitas famílias atingidas por conta do isolamento social perderam a renda e estão precisando urgente do benefício”, explica Audrey Kleys. A presidente da Comissão Permanente de Educação apresentou um requerimento questionando os critérios que estão sendo baseados pela secretaria de desenvolvimento social. Segundo ela muitas famílias estão sem receber o benefício e sem alimentação. A vereadora também apresentou uma indicação para que a prefeitura adote a criação de escolas polo para distribuição de marmitas. “Existem locais afastados na nossa cidade exemplo as comunidades do Piratininga, São Manoel e Vila dos Criadores. Lá muitos estão passando fome e precisando urgentemente de ajuda, afirma a parlamentar do Progressistas. 
 
Do total de estudantes, receberão o cartão alimentação 2.737 matriculados em creches; 1.808, na pré-escola; e 6.994, no Fundamental. 

Atenção: Os critérios de prioridade para obter o cartão bolsa-alimentação são: famílias em situação de extrema pobreza que não recebem Bolsa Família; famílias em situação de extrema pobreza que recebem Bolsa Família; e famílias em situação de pobreza que recebem Bolsa Família.


Atalhos da página

Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, nº 1 - Vila Nova - Santos/SP

CEP: 11013-360
Telefone: (13) 3211- 4100

Horário de funcionamento: segunda a sexta - das 8h às 18h

Sessões: segundas e quintas, a partir das 18h
 

 
Rede Corporativa e-Solution Backsite