Rede Corporativa
, 22 de setembro de 2019.
06/09/2019
Perfil - Sadao Nakai
Sadao cobra informações sobre transporte coletivo de Santos
Santos tem ao todo 819 pontos de parada de ônibus. Desses, 470 têm um ou mais abrigos, o que totaliza 535 abrigos. Outros 349 pontos são sinalizados apenas com marcos ou placas. Após requerimento cobrando informações, feito pelo vereador Sadao Nakai (PSDB), a Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET/Santos) contabilizou 13 pontos finais na cidade. De porte dessas informações, o parlamentar tem tentado ampliar a discussão sobre a integração tarifária na cidade.

"Hoje, há integração apenas no Terminal Municipal ou entre poucas linhas municipais e o VLT. É preciso ampliar esse benefício à toda a população, gerando um estímulo para a população usar o transporte coletivo”, argumenta Sadao.

O vereador está decidido a levantar essa bandeira. Tanto é que recentemente foi ouvir suas redes sociais a respeito do tema. Os resultados, para ele, são preocupantes. "Apenas 24% dos que responderam conhecem a integração com o VLT. É pouco, porque ninguém é informado sobre isso. Até sugeri que a Prefeitura fizesse uma campanha de divulgação", comenta.

Também foi ouvir os cidadãos para entender o que faria com que eles usassem mais ônibus. "Eles pedem ônibus confortáveis, pontualidade, organização, embarque e desembarque perto do ponto de partida e chegada, com higiene e preço acessível", acrescenta Sadao.

Integração é solução

Todos os dias, apenas 370 viagens fazem uso da integração tarifária entre os ônibus de Santos e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que liga a Cidade a São Vicente. A informação veio a público após Sadao Nakai (PSDB) questionar a CET-Santos em julho passado.

Em reunião com a diretoria da CET-Santos, Sadao ouviu que a atual proposta de integração do VLT com os ônibus municipais é provisória. “Por enquanto, só opera a fase 1 do VLT. A Prefeitura fez a integração prevendo até 5 mil passageiros por dia. Tem apenas 370. A Administração acha que tudo bem. É preciso tomar decisões pensando nos cidadãos. Isso é só 7,4% do previsto no contrato”, reclama.

Na opinião de Sadao, isso acontece porque atualmente apenas 10 linhas municipais estão integradas ao VLT. São elas: 7, 13, 20, 30, 40, 53, 77, 153, 154 e 155. “O total de passageiros que usufruem da tarifa integrada é muito baixo. São apenas 11.500 viagens por mês. O VLT é sinônimo de transporte rápido, pontual, moderno e ecológico. Deveríamos explorar mais esse sistema. Já solicitei a ampliação da integração tarifária nas linhas municipais”, afirma.

Para Sadao, está claro que, se a Prefeitura ampliasse a integração, aumentaria essa demanda. “Lá atrás, a Prefeitura e o Estado sinalizaram a intenção de levar o VLT até a Ponta da Praia. No entanto, não se sabe quando seria realizada esta obra. Enquanto não acontece essa alternativa, a integração seria uma maneira de dar mais mobilidade urbana à população”, pontua.

Hoje em dia, a tarifa do VLT é de R$ 4,40 e a do ônibus municipal, R$ 4,30. “Sem a integração, para realizar o trajeto será necessário gastar R$ 8,70. Com a integração, o valor ficaria R$ 4,00 mais barato. É um benefício que a população de uma maneira geral receberia bem”, cita Sadao



Assessoria de Imprensa do Vereador Sadao Nakai (PSDB)
Gustavo T. de Miranda
sadaonakai@camarasantos.sp.gov.br
imprensasadao@gmail.com
Telefones: 3219-5126 - 3211-4100 (ramais 4290 / 4291 / 4292)

Atalhos da página

Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, nº 1 - Vila Nova - Santos/SP

CEP: 11013-360
Telefone: (13) 3211- 4100

Horário de funcionamento: segunda a sexta - das 8h às 18h

Sessões: segundas e quintas, a partir das 18h
 

 
Rede Corporativa e-Solution Backsite