Rede Corporativa
, 12 de julho de 2020.
08/12/2005
Clipping
1/12/2005

Jornal A Tribuna

Coluna Dia a Dia

Pra onde ir
É correta a cobrança que o vereador Reinaldo Martins (PT) faz a respeito da colocação de placas indicativas das principais atrações turísticas do Centro. Em meio ao debate sobre o futuro do Alegra Centro, a reivindicação se mostra apropriada.

---

Toques
A sala de fotografia da Secretaria Municipal de Comunicação de Santos, situada no Paço Municipal, passa a se chamar Raphael Dias Herrera.

O decreto do prefeito João Paulo Tavares Papa atende a um pedido do vereador Antônio Carlos Banha Joaquim (PMDB).

Trata-se de uma justa homenagem ao profissional das imagens, que por muito tempo trabalhou em A Tribuna.

E quem conheceu seo Raphael lembra dele não só como profissional de Imprensa, mas também como uma pessoa de valor.

O promotor Édson Corrêa Batista receberá sábado, às 11 horas, na Sala Princesa Isabel, o título de Cidadão Santista.

Será realizada hoje, às 20h30, a tão esperada reunião na Sociedade de Melhoramentos do Jardim Santa Maria (na Rua Viriato Corrêa da Costa, 1166) para discutir a Planta Genérica de Valores do Município.

É um dos assuntos do momento: o projeto do Executivo altera os valores do IPTU de inúmeros imóveis da Cidade.

---

Relatório sai na próxima semana
Da Reportagem

A Comissão de Inquéritos e Sindicâncias (Cominq) da Prefeitura, uma das frentes que investigam o desvio de quase R$ 2 milhões da folha de pagamento da Administração Municipal, divulga na próxima semana o teor do relatório da auditoria externa, contratada pelo prefeito João Paulo Tavares Papa, para detectar as falhas que permitiram a fraude nos cofres públicos.

O relatório está sendo enviado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público de Santos. O documento foi elaborado pela empresa Ynel Auditores Associados e entregue à Cominq na última segunda-feira. De acordo com o presidente da comissão, Eduardo Jorge Rodrigues de Miranda, faltam ainda alguns acertos técnicos para remeter o relatório. ‘‘Entre amanhã (hoje) e sexta-feira, o relatório já estará com o TCE e MP’’, prevê Miranda. ‘‘Assim que esse processo for concluído, eu posso comentar (o documento) na próxima semana’’, afirmou.

Servidoras
A Cominq está verificando a situação das servidoras Sônia Maria Precioso de Moura e Gláucia Fragoso Gonçalves da Conceição. Ambas confessaram ter participado do esquema de desvio de dinheiro da folha de pagamento.

Ao contrário da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara, outra frente de apuração do escândalo, que já finalizou a investigação e apresentou o relatório final, a Cominq ainda não concluiu os trabalhos.

Na última segunda-feira, os advogados das servidoras Sônia e Gláucia pediram que fossem ouvidos os secretários municipais que ocuparam o cargo durante todo o tempo em que ocorreu a fraude. A Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura informou que a solicitação será atendida na próxima semana.
Peculato

O relatório da CEI deve ser votado na sessão de hoje da Câmara. O documento aponta as funcionárias Sônia Maria Precioso e Gláucia Fragoso Gonçalves como autoras do crime de peculato (apropriação indevida praticada por servidor público).

---

Camps e ‘A Tribuna’ homenageados
Da Reportagem

Dezenas de adolescentes lotaram ontem a Sala Princesa Isabel para acompanhar a sessão solene da Câmara em comemoração ao Dia do Menor Patrulheiro.

Na ocasião, foram homenageados com placas alusivas à data três integrantes do Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro (Camps), além de A Tribuna, na categoria empregador.

Os adolescentes Orlando Monteiro da Silva, Evandro dos Santos e Mariana Gomes dos Santos Parente tiveram seus nomes selecionados pelo Camps em razão da boa conduta e desempenho no local de trabalho e na escola.

Já A Tribuna, representada na oportunidade pelo diretor-administrativo, Roberto Antônio da Costa, foi escolhida por uma Comissão Especial da Câmara por ser uma das empresas que mais contratam patrulheiros em Santos.

‘‘O Camps é uma organização que orgulha a nossa Cidade, mostrando o caminho correto a milhares de moças e moços, propiciando o desenvolvimento profissional e social destas pessoas’’, afirmou o diretor-administrativo.

O vereador Marcelo Del Bosco Amaral (PPS), integrante da comissão de vereadores, lembrou que, durante os 38 anos de existência do Camps, mais de 70 mil adolescentes já passaram pela entidade.

‘‘Atualmente, são 1.178 patrulheiros que estão tendo a oportunidade de inserção no mercado de trabalho. Isso, graças também à colaboração de empresas como A Tribuna e outras da Cidade que investem na responsabilidade social’’, disse Del Bosco durante o evento.

Participaram da sessão solene o vereador Ademir Pestana (PT), o presidente e a 1ª conselheira do Camps, Oswaldo Cruz Soares Ferreira e Candinha Guimarães, respectivamente, além do representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Santos José Carlos Duarte Lourenço, entre outras autoridades.

---

Em 3 anos, Comissão Participativa não recebeu sugestões
Da Reportagem

Se o nível de conscientização política fosse aferido pelos projetos de lei enviados pela população à Câmara, o índice de Santos seria um dos mais baixos. Desde a criação da Comissão de Legislação Participativa (CLP), em 13 de agosto de 2002, nenhuma sugestão chegou ao Legislativo Municipal.

Em mais de três anos de existência, a CLP permaneceu em quase completo anonimato. Nem mesmo os vereadores valorizaram a comissão. Nesse período, apenas duas audiências públicas foram realizadas. Ambas em 2005.

A CLP só começou a sair da letargia a partir deste ano, quando foi alterada a composição da comissão. Assumiram Fábio Nunes, o professor Fabião (PSB), presidente; Reinaldo Martins (PT), vice-presidente; e Suely Morgado (PT), como membro.

Na primeira audiência pública, a CLP discutiu a venda de remédios fracionados, um tema que se distanciou dos objetivos da comissão, implantada para estimular o exercício da cidadania.

A outra audiência envolveu a criação do Conselho Municipal de Comunicação. A próxima será na terça-feira, quando estará em pauta a regulamentação dos instrumentos de exercício da democracia direta.

‘‘Faltou uma maior divulgação. Poucas pessoas sabem das possibilidades da comissão, como receber propostas de projetos de lei’’, reconhece Suely, que vai propor a realização de ‘‘audiências públicas itinerantes’’, para aproximar a população da Câmara.

Fabião tem a mesma opinião. Ele, porém, não se sente frustrado com os poucos resultados alcançados. ‘‘Muitas idéias que surgem nessas audiências são apresentadas pelos vereadores. O nosso maior desafio é mostrar que a Câmara tem meios para tornar a Cidade melhor, não necessariamente através da produção de leis’’.

Como participar
Quem quiser colaborar com a CLP, com sugestões de projetos de lei, indicações ou requerimentos, pode escrever para Câmara de Santos (Rua de XV de Novembro, 103/109, Centro, CEP 11010-151). Ou enviar e-mail para imprensa@camarasantos.sp.gov.br. Outras informações pelo telefone 3219-4566.

Se a proposta for de projeto de abrangência nacional, a sugestão deve ser enviada para a Comissão de Legislativa da Câmara dos Deputados (Anexo II, Ala A, 1º andar, salas 121 e 122, CEP 70160-900, Brasília-DF). Por e-mail: clp.decom@camara.gov.br. Telefones: (061) 3216-6692 e 3216-6693.



Atalhos da página



Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, nº 1 - Vila Nova - Santos/SP

CEP: 11013-360
Telefone: (13) 3211- 4100

Horário de funcionamento: segunda a sexta - das 8h às 18h

Sessões: segundas e quintas, a partir das 18h
 

 
Rede Corporativa e-Solution Backsite