Rede Corporativa
, 16 de junho de 2019.
03/05/2013
Perfil - Ademir Pestana
Audiência sobre toxicodependência lotou a Câmara

A Comissão Especial de Vereadores (CEV) que trata de Ações de Prevenção no Combate às Drogas realizou no dia 30 de abril, no auditório Zeny de Sá Goulart, da Câmara de Santos, audiência pública com o tema Família e Sociedade na Luta contra as Drogas. O vereador Ademir Pestana (PSDB), que preside a CEV, afirmou que esse debate foi o primeiro de uma série de outros que virão. “Queremos debater o tema de forma abrangente e por isso nossa intenção é reunir os diversos segmentos da sociedade. Vamos trazer representantes do Poder Judiciário e das polícias civil e militar”.

Foram convidados para falar do tema o vice-prefeito e psicólogo Eustázio Pereira Filho, o médico psiquiatra, Sidney Gaspar e o Pastor Helder Ticou Didoff, do Projeto Cristolândia, em São Paulo, que explicou o trabalho com dependentes abusivos na Cracolândia, da Capital Paulista. O pastor Helder informou que lá, o projeto já recebeu mais de 1.500 dependentes, sendo que a capacidade de atendimento é de 200 pessoas por dia. Todos recebem alimentação, tomam banho, participam de cultos religiosos e são aconselhados por voluntários. A desintoxicação não prevê medicação e todos recebem abrigo. As etapas do trabalho também incluem internação e reinserção social.

Eustázio Pereira Filho conheceu o trabalho da Cristolândia durante encontro anterior em seu gabinete, quando representantes do projeto puderam apresentar detalhes do atendimento.   A parceria com a Prefeitura foi anunciada pelo vice-prefeito durante a audiência. A cidade passa a ganhar uma base da Cristolândia, cujo imóvel fica na Avenida Bernardino de Campos, no Campo Grande. Segundo Eustázio, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa o delegou para realizar e gerenciar este trabalho, dado a sua experiência no assunto por muitos anos à frente da Comad.

Para o diretor clínico do Pólo de Atenção Intensiva em Saúde Mental da Baixada Santista (PAI), Sidney Gaspar, as autoridades de saúde do Brasil demoraram muito para constatar que a droga é um problema de saúde pública. Sobre a internação compulsória informou que os resultados não têm se mostrado satisfatórios se comparados aos resultados do atendimento feito pelos consultórios de rua que classificou como sendo infinitamente melhor. O psiquiatra também elencou os problemas causados pela droga, informando que 10% dos adultos jovens que sofrem de infarto no miocárdio são usuários de cocaína e que a droga proporciona uma destruição biológica, uma vez que compromete vários órgãos.

A audiência contou ainda com a apresentação do grupo Coral Cultural Cantante "Clave de Sol", formado por pacientes da Seção Núcleo de Atenção ao Toxicodependente (Senat), da Prefeitura, e coordenado pelos psicólogos Vivian Cristina e Leandro Ferreira. Ao final, o público pôde manifestar-se com perguntas e colocações sobre o tema.

Assessoria do vereador Ademir Pestana
(13) 3211-4178
vereador@ademirpestana.com.br


Atalhos da página



Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, nº 1 - Vila Nova - Santos/SP

CEP: 11013-360
Telefone: (13) 3211- 4100

Horário de funcionamento: segunda a sexta - das 8h às 18h

Sessões: segundas e quintas, a partir das 18h
 

 
Rede Corporativa e-Solution Backsite